Empreendimento por onde circulam mais de 1,2 mil pessoas por dia na Capital atrai startups em alto crescimento e empresas de serviço para novo prédio. Projeto completo prevê mais quatro torres nos próximos anos.  
O setor imobiliário e da construção civil encerrou 2019 em ritmo de retomada nos negócios, com perspectiva de crescimento de 3% no ano que vem, de acordo com o Sindicato da Indústria da Construção (Sinduscon) de São Paulo. Os indicadores positivos se devem pela conjuntura de juros baixos, ampliação do crédito e estabilização na economia brasileira. Em Florianópolis, o mercado imobiliário também é favorecido pela expansão do setor de tecnologia e serviços – somente em 2018, as empresas de TI locais contrataram 1,2 mil pessoas, segundo estudo da Associação Catarinense de Tecnologia (Acate).

Empreendimento por onde circulam mais de 1,2 mil pessoas por dia na Capital atrai startups em alto crescimento e empresas de serviço para novo prédio. Projeto completo prevê mais quatro torres nos próximos anos.  
O setor imobiliário e da construção civil encerrou 2019 em ritmo de retomada nos negócios, com perspectiva de crescimento de 3% no ano que vem, de acordo com o Sindicato da Indústria da Construção (Sinduscon) de São Paulo. Os indicadores positivos se devem pela conjuntura de juros baixos, ampliação do crédito e estabilização na economia brasileira. Em Florianópolis, o mercado imobiliário também é favorecido pela expansão do setor de tecnologia e serviços – somente em 2018, as empresas de TI locais contrataram 1,2 mil pessoas, segundo estudo da Associação Catarinense de Tecnologia (Acate).
“Além da retomada, ainda que um tanto lenta, da economia, há uma série de empresas inovadoras na Grande Florianópolis que crescem exponencialmente e demandam novos espaços com capacidade de suportar este crescimento”, argumenta Celso Furtado de Mendonça, diretor executivo da incorporadora Furtado de Mendonça, responsável pelo empreendimento Techno Towers, um complexo de alto padrão localizado no “berço” do setor de tecnologia de Florianópolis e que, poucos meses após iniciar as operações, já conta com 50% das salas ocupadas.
Localizada em plena “Rota da Inovação”, ao lado do Parque Tecnológico Alfa e do Sebrae/SC, a primeira torre do empreendimento é sede de empresas como Peixe Urbano (que emprega mais de 400 pessoas em Florianópolis), a cooperativa de agricultores Cresol e a agrotech Agriness, recentemente investida pela gigante global Cargill. Só no Techno Towers, circulam diariamente cerca de 1,2 mil pessoas – em todo o entorno, o movimento é de aproximadamente 5 mil pessoas/dia.
No novo prédio, já estão empresas com alto potencial de crescimento, como a startup Progic, que desenvolve uma plataforma de tecnologia em nuvem para comunicação interna de grandes e médias companhias – como IBM do Brasil, Danone, Siemens, Renault, entre  outros 500 clientes. “Precisávamos de um lugar que permitisse o crescimento previsto para os próximos quatro ou cinco anos, pelo menos”, explica Igor Gavazzi Vazzoler, CEO e fundador da Progic. A empresa tem atualmente 25 colaboradores e espera dobrar de tamanho em dois ou três anos.
Em expansão, a cooperativa Cresol (que já ocupa mais de um andar inteiro na primeira torre), está ocupando mais um andar completo no novo prédio. Outras empresas que mudaram as operações para o empreendimento são a agência de marketing digital e e-commerce Avanti (com unidades em São Paulo e Campinas) e a Simple Organic, que produz e comercializa cosméticos orgânicos e está expandindo pelo país por meio de franquias. Atualmente são 18 lojas em 15 cidades de estados como São Paulo, Rio de Janeiro, Paraná, Minas Gerais, Amazonas, Bahia, Goiás e Santa Catarina. A rede de restaurantes Mirantes prevê inauguração de uma nova unidade no local a partir de março.  Com a ocupação completa da segunda torre, a expectativa é de um movimento superior a 2 mil usuários/dia no local.
A concepção do espaço prevê também ocupação de salas de menor porte, voltado a profissionais liberais e pequenas empresas. Ao todo, a segunda torre disponibiliza salas em seis pavimentos e ático, com área de 24m2 a 62m2 e flexibilidade de layout que permite um espaço único de até 650m2 no mesmo andar – a infraestrutura, de alto padrão, dispõe de cabeamento estruturado, sala de servidores blindada, isolamento térmico-acústico, gestão de resíduos e paisagismo natural.
“O entorno do empreendimento é um dos espaços com maior concentração de empregos de alta qualificação de Florianópolis. Mas além do potencial de atração de empresas inovadoras para ocupação imediata, o investimento imobiliário com foco em médio e longo prazo tende a crescer na região ao longo dos próximos anos”, comenta o diretor da incorporadora. O projeto total do Techno Towers prevê um conjunto de seis torres, com capacidade para receber um público de 5 mil a 6 mil pessoas/dia.

Fonte: https://revistabusiness.com.br/mercado/techno-towers-inaugura-segunda-torre-em-florianopolis-com-50-de-ocupacao-e-projeta-expansao-com-retomada-do-setor-imobiliario/

Fotografia: Revista Business