A QuintoAndar está a revolucionar o mercado residencial em 30 cidades do Brasil. Com um investimento de €224 milhões, agora quer conquistar a Europa
ANDRÉ RITO
Oprocesso é todo digital. Uma plataforma que liga proprietários, clientes e promotores imobiliários. Chama-se QuintoAndar, trata-se de uma solução end-to-end para arrendamento residencial, que engloba todas as fases do processo: procura, negociação, assinatura de contrato e gestão do arrendamento, sem burocracia e com mais agilidade.
A aplicação brasileira - que promete acelerar dez vezes o processo de arrendamento - está a chegar a Portugal. André Penha, cofundador e Executivo-Chefe de Tecnologia, vai estar no Web Summit, em Lisboa, para apresentar o modelo que está a revolucionar a dinâmica do arrendamento no Brasil. Atualmente, são realizados cerca de 4500 contratos por mês, cinco vezes mais do que no ano passado.
Para promover a internacionalização da marca, em Setembro, a empresa reforçou o seu investimento, com a captação de €224 milhões. A expectativa é abrir as primeiras operações internacionais no segundo semestre de 2020.
SEM CAUÇÃO
Os inquilinos não precisam de oferecer garantias como fiador ou caução. Apenas passam pela análise de crédito da empresa. Para os proprietários, são eliminados “riscos de fluxo de caixa, ao garantir que recebem em dia do valor da renda, independentemente do pagamento pelo inquilino, e patrimonial, com a cobertura de possíveis danos no imóvel”.
“Vemos que há outros países em que as pessoas enfrentam dores semelhantes às dos brasileiros com o arrendamento residencial”, justificou o cofundador daquela que já é a maior empresa de arrendamento residencial do Brasil.
A estratégia de internacionalização vai “priorizar países que tenham características que permitam potencializar o impacto positivo da plataforma”, com mercados fragmentados, alta presença de proprietários individuais e elevada burocracia.
Criada em 2013, a empresa tem parceria com 20 imobiliárias tradicionais, para captar clientes offline e associar-se a nomes de relevo já existentes no mercado imobiliário. Atua em 30 cidades das 9 principais regiões metropolitanas do Brasil (36 milhões de pessoas) e tem atualmente mil colaboradores.

A QuintoAndar está a revolucionar o mercado residencial em 30 cidades do Brasil. Com um investimento de €224 milhões, agora quer conquistar a Europa.

O processo é todo digital. Uma plataforma que liga proprietários, clientes e promotores imobiliários. Chama-se QuintoAndar, trata-se de uma solução end-to-end para arrendamento residencial, que engloba todas as fases do processo: procura, negociação, assinatura de contrato e gestão do arrendamento, sem burocracia e com mais agilidade.
A aplicação brasileira - que promete acelerar dez vezes o processo de arrendamento - está a chegar a Portugal. André Penha, cofundador e Executivo-Chefe de Tecnologia, vai estar no Web Summit, em Lisboa, para apresentar o modelo que está a revolucionar a dinâmica do arrendamento no Brasil. Atualmente, são realizados cerca de 4500 contratos por mês, cinco vezes mais do que no ano passado.
Para promover a internacionalização da marca, em Setembro, a empresa reforçou o seu investimento, com a captação de €224 milhões. A expectativa é abrir as primeiras operações internacionais no segundo semestre de 2020.

SEM CAUÇÃO

Os inquilinos não precisam de oferecer garantias como fiador ou caução. Apenas passam pela análise de crédito da empresa. Para os proprietários, são eliminados “riscos de fluxo de caixa, ao garantir que recebem em dia do valor da renda, independentemente do pagamento pelo inquilino, e patrimonial, com a cobertura de possíveis danos no imóvel”.
“Vemos que há outros países em que as pessoas enfrentam dores semelhantes às dos brasileiros com o arrendamento residencial”, justificou o cofundador daquela que já é a maior empresa de arrendamento residencial do Brasil.
A estratégia de internacionalização vai “priorizar países que tenham características que permitam potencializar o impacto positivo da plataforma”, com mercados fragmentados, alta presença de proprietários individuais e elevada burocracia.
Criada em 2013, a empresa tem parceria com 20 imobiliárias tradicionais, para captar clientes offline e associar-se a nomes de relevo já existentes no mercado imobiliário. Atua em 30 cidades das 9 principais regiões metropolitanas do Brasil (36 milhões de pessoas) e tem atualmente mil colaboradores.

 

Fonte: https://expresso.pt/economia/2019-11-04-Plataforma-brasileira-promete-acelerar-dez-vezes-o-arrendamento