Notícias

Notícias

Crise hoje é bem pior que de 2008, e Brasil vai demorar mais para sair dela
Crise hoje é bem pior que de 2008, e Brasil vai demorar mais para sair dela
A crise econômica provocada pela pandemia do novo coronavírus é a mais grave já enfrentada por governos, famílias e empresas em todo o mundo, afirmam economistas de diferentes segmentos de atuação. As necessárias medidas de isolamento social para conter a doença já provocam um impacto sobre a atividade produtiva, o emprego e o consumo mais amplo e mais intenso que o enfrentado pelo planeta em 2008. Além disso, as armas que os países têm para atravessar essa ... Ler Mais...
Mercado imobiliário de Angola está parado há cinco anos
Mercado imobiliário de Angola está parado há cinco anos
  A quase totalidade das empresas que operam no sector imobiliário de Angola encontra-se numa situação de falência técnica, em resultado da paralisação do mercado há mais de cinco anos, disse o presidente da Associação dos Profissionais Imobiliários de Angola (APIMA). Pedro Caldeira disse ao Jornal de Angola que a falta de co-financiamento é o principal problema do sector, de que resulta a paralisação do mercado imobiliário e torna difícil a acção dos prom... Ler Mais...
Macau alarga prazo de candidaturas à habitação económica devido ao surto
Macau alarga prazo de candidaturas à habitação económica devido ao surto
Macau estendeu o prazo de candidaturas para aquisição de habitação económica até 26 de junho para evitar aglomerações e o risco de contágio da covid-19, anunciaram hoje as autoridades. "Devido à situação da epidemia em Macau e a fim de reduzir o risco de aglomeração de pessoas e de transmissão da doença", o Instituto de Habitação (IH) já tinha adotado "uma série de medidas de prevenção e proteção contra a epidemia, aumentando de forma contínua o número de t... Ler Mais...
Cushman & Wakefield: Investidores internacionais "continuam com muito interesse" no imobiliário português
Cushman & Wakefield: Investidores internacionais "continuam com muito interesse" no imobiliário português
Numa primeira análise ao impacto da pandemia da covid-19 no mercado imobiliário português, a consultora Cushman & Wakefield chega a conclusões que não apontam para quebras acentuadas no setor.   No que diz respeito ao investimento, a Cushman & Wakefield  assinala que "os investidores internacionais continuam com muito interesse em Portugal" e que apesar de haver alguma incerteza, "os investidores mostram intenções de fechar os negócios pendentes assim que o ... Ler Mais...
Veja como o coronavírus impacta o mercado imobiliário no Brasil
Veja como o coronavírus impacta o mercado imobiliário no Brasil
Antes da pandemia do coronavírus, as projeções apontavam para o crescimento das vendas de imóveis residenciais em todo o País. Agora, no entanto, os estudiosos começam a rever as previsões. Os impactos mundiais da Covid-19 no mercado imobiliário já foram percebidos mais sensivelmente em Portugal e na China, onde houve queda de 34,7% nas vendas somente neste bimestre. Aqui no Brasil, segundo pesquisa do grupo Zap com cerca de 3.500 pessoas que vivem em regiõ... Ler Mais...
«   12345678910   »